Saudades da década de 80/90… Um momento em que ‘Apple‘ era algo que você comia e ‘Windows‘ era principalmente para olhar fora, especialmente na escola!

Preparando-se para sair pelos sons de Bon Jovi, Def Leppard, Duran Duran, Pet Shop Boys, Prince, Modonna, Michael Jackson, Guns N’ Roses, Journey, U2, Iron Maiden, Van Halen, INXS, Whitesnake, Cyndi Lauper e no brasil Ney Matogrosso, Blitz, Paralamas do Sucesso, Titãs, Roberto Carlos, RPM, Cazuza, Engenheiros do Havai, Biquine Cavadão, Ultraje a Rigor, Kid Vinil, Ira!, Barão Vermelho, Camisa de Vênus, Leo Jaime, Legião Urbana, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil tudo em fita k7, para citar apenas alguns. Foi um momento em que os cabelos sobreviveram a qualquer furacão, se esbarrando com uma lata de spray de cabelo com cores pouco ortodoxas…

Foi uma década de moda questionável, que não conseguiu resistir a um par de calças rasgadas (Que faço toda questão de usar até hoje), roupas de couro com spikes! Tendências em bolsas de escola, como os sacos de geleia de plástico, totalmente impraticáveis, ou os 8000 patches colados na bolsa, na jaqueta, na calça, em todo lugar!

O tempo passa rápido, acho que me tornei meus pais com a famigerada frase “Como era bom em meus tempos.”. Muitas vezes, eu sou ouvido falando com um ou outro mais jovem “eu adoraria isso quando eu tivesse sua idade”, e a inesquecível frase sobre a árvore de dinheiro!

Separei algumas coisas que qualquer jovem de hoje adia a qualquer custo…

Andar

Uma grande porcentagem dos anos 80/90 passou a vida à andar. Não tínhamos escolha naquela época, em qualquer lugar que desejássemos ir , caminhavámos. Nós não estávamos informados do luxo do “táxi da mãe”, do “Ubber” em espera esperando para nos transportar para todos lados onde quer que queríamos ir, não, nós caminhavámos.

Às vezes, nós íamos saltar no ônibus sempre favorecendo o banco de trás apenas para que pudéssemos fumar (sim, nós fumávamos … e era permitido dentro do ônibus) no caminho para a cidade!

Dever de casa

O luxo de tocar em alguns pontos da tela e GOOGLES de informações aparecendo da frente de seus olhos, infelizmente, não estava disponível para nós. Não havia (CRTL-C + CTRL+V) cópia e cola ou simplesmente o botão BACKSPACE um botão de exclusão, tinhamos escrever tudo com uma caneta de tinta. E uma borracha maldita vermelha e azul que mais rasgava do que apagava;

Com a cãibra do escritor e sem uma oferta de algo, nosso dever de casa seria completo. E se não terminarmos, uma nota de rodapé rápida deveria ser assinada por meus pais… Óbvio … depois de umas chineladas. Nessa época os professores ainda tinham razão.

Celulares

Nós não os possuímos e pronto. Nós possuíamos telefones públicos, que nunca podíamos pagar… E até hoje lembro da voz da moça… Diga seu nome e cidade de onde está falando.

Os telefones da casa geralmente estavam estrategicamente colocados no corredor, irritantemente, pois não havia privacidade. As chamadas eram constantemente acompanhadas com gritos de “anda logo nesse telefone“.

Internet

Que? Tínhamos a Barsa… serve? Havia a necessidade de se ver cara a cara, de tocar na mão para o flerte, para os mais tímidos havia sempre o rolê onde se saia em 4 onde tudo era premeditadamente calculado, Não existia isso de passar o dedo para um lado ou para o outro… Gastava-se mais saliva, mais tato. Não tínhamos essa pressa, as horas eram marcadas em lapsos de 3 em 3 horas e não havia como se atrasar se a referência de outrora era “madrugada, cedo, antes do almoço, no almoço, depois do almoço, tarde, tardinha, noite”.

Não havia maneira de nossos pais se apossarem de nós ou rastrear-nos em qualquer Find My iPhone. O único “ser” telefonando regularmente para casa na época era o ET.

60 Min

Nós não possuímos um telefone com 256GB para conectar nossos fones de ouvido e ouvir 10000 músicas, nós tínhamos Sony Walkmans. A dor de ter que rebobinar e avançar rapidamente para uma música que queríamos, bombeando de punho com uma caneta bic… quando a gente marcou o tempo certo na primeira vez! E as infindáveis pilhas na mochila.

Locadora de vídeo

Quem não ama uma noite de cinema? Tivemos muitos anos nos anos 80/90, a maior diferença entre as noites do cinema nos anos 80/90 e as noites de cinema de hoje é a forma como é visto! Observando um filme recém-lançado nos anos 80/90 significava, alugar um vídeo da locadora local de preferência na sexta para ganhar mais um dia com o VHS; Além da seção oculta que sempre dependia daquele seu amigo mais velho para ser acessada.

Hoje, os filmes podem ser vistos para o seu tablet ou televisão a partir do conforto da sua própria casa. Sem nenhum problema em acessar filmes mais antigos, pressionando um botão que eles estão visualizando, tendo trabalhado em torno de qualquer controle parental, crianças inteligentes de hoje! A seção oculta nem é mais oculta.

Eu

Muito mudou ao longo dos anos, mas muito permanece o mesmo, apenas me estranho com nomes mais sofisticados.
Eu olho para trás nesta época com grande carinho, um momento em que nos rimos, muito e as preocupações eram poucas e distantes.
Eu me pergunto o que os jovens desta época vão crescer lembrando e quais comparações, se houver, haverá para estes adolescentes.

Deixe uma resposta